domingo, 29 de dezembro de 2013

Spider

Quantos comentários sobre a luta!
Só para finalizar, da minha parte, opiniões sinceras sobre o que li por aqui:
-Você pode, e até deve, torcer contra o brasileiro. Se não existir torcida contrária, não tem a menor graça. Mas vir a ficar FELIZ com o que aconteceu ! Cara, repense este ódio todo por quem nem mesmo te conhece e nunca te fez nada. Humanidade e solidariedade.

- O acidente foi grave, mas para quem é atleta ou do meio, sabe que osso recupera muito rápido. E é lógico que ele vai voltar a lutar. Foi feio, mas está longe de ser o fim.

- Ele não PERDEU a luta. Foi uma interrupção por acidente. Contabiliza como derrota, claro. Mas foi uma INTERRUPÇÃO?

-Humor é super válido, ódio não. Cure-se.

- E, para acabar, as artes-marciais nos ensinam que não existe derrota, tudo é aprendizado.

Fui !!!

-

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Sabedoria de Boteco

" O Facebook é o apocalipse do amor!"
Grita um bebum na mesa ao lado.
Depois me perguntam, por que adoro tanto os botecos.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Feliz Natal

(Sei que o ano é 1 e não tem crase - vamos debater o TEXTO) Para os que vão chegar com a refutação hilária que diz que o calendário foi feito depois, ou que "todos sabem" que a bíblia não diz a data de nascimento de Jesus e que a data foi escolhida depois já "cristianizando" uma data pagã. Já respondo a refutação aqui.:

Todos esses deuses ( e outros deuses "solares") tinham sua data de nascimento no final do solstício de inverno, que termina +- em 25 de Dezembro. Vamos explicar em detalhes: Do Solstício de Verão ao Solstício de Inverno, os dias tornam-se mais curtos frios. Na perspectiva de quem está no hemisfério Norte, o Sol parece se mover para o sul aparentando ficar pequeno e fraco, o encurtar dos dias e o fim das colheitas conforme se aproxima o Solstício de Inverno simbolizando a morte, para os mais antigos. Era a morte do Sol. Pelo 22 º dia de Dezembro, o falecimento do Sol estava completamente realizado. O Sol, tendo-se movido continuamente para o sul durante 6 meses, faz com que atinja o seu ponto mais baixo no céu. Aqui ocorre algo curioso, o sol deixa, aparentemente, de se movimentar para o sul, durante 3 dias. (22, 23, 24). Durante estes 3 dias de pausa, o Sol reside mas redondezas das constelações de Alpha Crucis ou mais conhecido como Cruzeiro do Sul e Constelação de Crux. Depois deste período, no dia 25 de Dezembro, o Sol move-se 1 grau, desta vez para o norte, perspectivando dias maiores, calor, e a Primavera. E assim se diz: que o Sol morreu na Cruz (Constelação de Crux).

Esteve morto por 3 dias, apenas para ressuscitar ou nascer uma vez mais. Esta é a razão pela qual Jesus e muitos outros Deuses do Sol partilham a idéia da crucificação, morte de 3 dias e o conceito de ressurreição.

É o período de transição do Sol antes de mudar na direção contrária no Hemisfério Norte, trazendo a Primavera e assim a salvação.

Pra o religioso refutar isso, acho que ele vai ter que mudar a terra, o sol ou as estrelas de lugar, pois a prova está no céu e é irrefutável.

A outra saída dos religiosos é finalmente admitir que a data de nascimento de Jesus foi uma data pagã mesmo escolhida pela igreja católica/império romano. e aí usa isso como refutação. Admite uma parte do "plágio" porque temos provas do mesmo. e esquece-se do resto. A páscoa, carnaval, festas juninas, pão= carne=trigo= corpo do deus, sermão da montanha, vários ensinamentos, milagres e o mais claro de todos: A RESSURREIÇÃO: Leiam de novo a explicação do solstício e notem que o sol "esteve morto" por 3 dias e depois renasce. E quando é que ocorre um outro fenômeno parecido? NA PÁSCOA!! o equinócio ocorre na páscoa, exatamente quando o "mito solar" morre por 3 dias e ressuscita. Quer algo mais claro que isto?

cadê as provas da ressurreição? são os testemunhos bíblicos? altamente contraditórios entre si e pior, com os "grandes fatos" ( trevas, terremotos e invasão de "zumbis de santos" na cidade) não conhecidos pelos 40 historiadores da época? Se a ressurreição de Jesus tem ENORMES indícios de mais um plágio do paganismo, não tem referências históricas e é a ÚNICA* prova de que ele poderia ser um "deus", precisamos ficar debatendo se o "homem" existiu historicamente?

* Os outros milagres de jesus são facilmente forjados por pastores até os dias de hoje, e milhares acreditam piamente. Imagina naqueles tempos e depois de a bíblia ter sido escrita do boato-do boato-do boato por pessoas "crentes"?

Bruno Bbm

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Pensamentos Soltos

-  E o futebol, hein? Que bela demostração de educação, segurança, bom senso, civilidade e de bons anfitriões nós demos. Quero mais é que se exploda. Eu ando de saco muito cheio com este assunto de copa do mundo. De um lado esta corrida desvairada dos nossos políticos e empresários sedentos pelo lucro. De outro, um povo massacrado de todas as formas. Ah, vão se foder. Eu adoro futebol. Mas já ando re-pessando todos os meus conceitos a respeito disso. Afinal, não vejo mais um toque honesto neste mundo idiota e fanático.

- Adoro o Mandela, mas odeio a TV que só mostra ele.

- FODA, FODA, FODAAAAAA !!! 
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2013/12/10/interna_cidadesdf,402551/stevie-wonder-toca-gaita-com-saxofonista-no-meio-da-rua-na-205-sul.shtml


- Aí você acorda, ganha um beijo e uma pegada forte de mais ou menos 10 minutos (cochilada atochados no frio) e o dia, uma terça, se torna mais suave. Não?


quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Pensamentos Soltos

- Hoje a tarde assisti Ray (Filme sobre Ray Charles) pela milésima vez. Não me canso. Este filme me abala sempre.

- Violência, mortes, corrupção, preocupações, contas a pagar... e eu passei a tarde inteira pintando. O Foda-se sempre será o Foda-se (use-o com moderação).

- Estou decidido a entrar em um processo pessoal de auto-alienação política. Quanto menos entender e me meter, melhor para mim.

-  Viciando-me em Breaking Bad. Série muito foda.

- Aguardando nova temporada de Californication. Série inigualável (pra mim, claro).

- A rotina acaba com tudo.  Fazer sempre as mesmas coisas é um grave erro.

- Minha filha acaba de curtir uma página chamada " Safadeza" no Facebook. Meu bebê!

-  Sono do " carai!".

- A duas noites espíritos se manifestaram sem dó. Algo por acontecer?

- "A multidão é o ponto de encontro dos mais fracos; a verdadeira criação é um ato solitário." Bukowski.

- Ando cada vez menos paciente com pessoas. O celular toca e já fico de mal humor. A coisa está começando até a me preocupar. Sei que serei um velho insuportável, mas está indo muito rápido.

- App para classificar os homens? É isso mesmo? As mulheres resolveram dar tiros no próprio pé. Se falarem bem, será propaganda. O contrário, também será (de uma forma ou de outra). Aí, com certeza, criarão um outro programa para fazer o mesmo com as mesmas. E? Ainda estamos em uma sociedade machista e patriarcal. Ainda é aceito um cara com má fama e de mal caráter. Mas o mesmo não ocorre com as mulheres. Quando as meninas começarem a ter "títulos" como: Muito puta, ninfo, esta fede , fraca, muito gorda e etc. Aí a coisa perderá o tom de piada.

- Reforçando uma parte do que disse acima: E estas meninas que  foram filmadas fazendo sexo? Estão sendo massacradas pela sociedade. Até suicídio vem ocorrendo. Os caras, dos mesmos vídeos, seguem suas vidas normalmente. Uma prova do pensamento machista em que vivemos.

- Hoje (já estou na quarta-feira, pela manhã) tem guerra no futebol. Sampa no preju e Flamerda na responsabilidade de vencer em casa. E eu sou Atlético desde criancinha.

- Bom, fui.

sábado, 2 de novembro de 2013

Beatles !!!

- Impossível é: fazer o que você gosta e quer sem ser julgado mal por um derrotado, equivocado, boi na boiada.

- Beatles, álcool, pintar, escrever...     :)

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Modismos na Tatuagem

Finalmente consegui escrever algo para a revista. Aleluia !!!








Tatuagem e Modismo

O modismo na temática da tatuagem é um problema que afeta a todos os tatuadores, creio eu.  Sempre que vejo algum reality show onde um dos participantes exibe uma tattoo, já me preparo para os pedidos diários de clientes que desejam o mesmo desenho. Eu, particularmente evito de todas as formas ficar copiando o desenho. Por vários motivos. Primeiro que não é muito vantajoso para nenhum tatuador ficar reproduzindo em série um desenho, seja ele qual for. Segundo, que o cliente acha que vai ficar como a pessoa famosa. E isso é uma utopia. Quem ainda  não passou pelo pedido quase que insuperável da tattoo do ator “The Rock”? Ou da tal “Fênix da Cacau”? Coisas que se repetem diariamente na vida de qualquer tatuador.
Ultimamente é o terço de uma participante do programa “A Fazenda”. Inúmeras reproduções pipocam pela rede. Desenfreadamente.
Mas não é só de famosos que se criam os modismos. De vez em quando algo acontece e um determinado tema toma de conta de todos os gostos de uma determinado momento. Hoje em dia é o Filtro dos Sonhos. Quantos e quantos pedidos para realizar tal tatuagem? Por mais que criemos em cima, modificamos, chega um momento que não dá mais para se executar um trabalho com o mesmo gosto, o mesmo empenho.
Creio que o princípio de todo este modismo seja a internet. Quando aparece uma imagem em uma rede social (de tatuagem, claro) e muitas pessoas gostam, comentam e tal. Outras, já se colocam no lugar da personagem da foto, e já se imaginam sendo parabenizadas pelo desenho. Então, salvam a imagem, correm para um estúdio, e reproduzem o tema. Logo, publicam a foto, recebem elogios, os amigos admiram, curtem. E em sequência, a coisa vai andando para a avalanche de cópias.
Na verdade, tudo isso é ego. Usando um pouco de psicologia:  carência de atenção e aceitação. O velho e eterno problema de “Ser bem aceito”. Claro que julgar não é o caso, procuro apenas uma forma de explicar, até para a minha própria pessoa, o motivo por tanto modismo ultimamente.
Vejam se concordam comigo nas seguintes temáticas repetitivas na moda da tatuagem: Dente de leão em que as pétalas se transformam em pássaros, infinito escrito pai, mãe ou outro parente, filtro dos sonhos, gaiola aberta com pássaros voando, Clave do Sol (com diversos enfeites) entre outros. Claro que trabalhamos para pagar nossas contas, financiar nossos sonhos. E nada da mais dinheiro que seguir o modismo. Mas podemos também, pelo menos, tentar , convencer nossos clientes a mudar o foco.
Um caso engraçado que ocorreu no estúdio a um tempo. Um cliente entrou e através do celular mostrou uma imagem para um tatuador amigo meu. Era a famosa foto do “The Rock”. E fez a repetitiva pergunta: Se daria para fazer e quanto ficaria a tal tattoo?”. O meu amigo de imediato respondeu com uma pergunta:” - depende mano, em quanto tempo você fica com um braço igual ao dele?”. O sujeito não disse nada e foi embora.
É um exemplo bem prático. E claro, não deixa de ser engraçado. De como as pessoas imaginam que reproduzindo um desenho famoso, ficarão exatamente como o ídolo. Ou pelo menos, terão o respeito e a popularidade do mesmo.
Bom, este texto todo é apenas uma forma de compartilhar com outros tatuadores e amigos uma constante que vem me incomodando bastante. Serve também como uma forma de começarmos a procurar evitar este incentivo ao modismo acelerado. Isso gera arrependimentos, descontentamentos e por consequência, as seguidas coberturas. Não podemos deixar que a tatuagem se transforme em algum tipo de vestimenta provisória. Coisa do momento. Não é saudável para nenhuma das partes. E muito menos, contribui para a arte da tatuagem.
No mais, creio que para quem quer mesmo se sobressair neste meio tão concorrido e diversificado que é a tatuagem, o mais correto é procurar criar, desenhar bastante, estudar e lutar para que o estilo pessoal surja e que as pessoas lhe procurem pelas suas criações e não por ser um bom reprodutor de moda.
E vamos juntos fazer com que nossos trabalhos realmente fiquem nas peles por toda uma vida.


Ah, Petistas !!!

Cara, eu realmente não aprendo. Ainda me meti a falar mal da Dilma (mal, não, verdades). E como sempre, me aparece um petista para me chatear.
Mas uma coisa me deixa feliz nisto tudo: eu vivi para ver o governo petista privatizar e ver petistas fanáticos (para não dizer outra coisa) defender tal ação.

Isso para mim é o atestado mor de que está tudo realmente perdido.

Só para lembrar:



Hey, you've got to hide your love away


A melhor banda de todos, todos os tempos.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Here I stand head in hand
Turn my face to the wall
If she's gone i can't go on
Feeling two foot small

Everywhere people stare
Each and everyday
I can see them laugh at me
And I hear them say

Hey, you've got to hide your love away
Hey, you've got to hide your love away

How can I even try?
I can never win
Hearing them seeing them
In the state I'm in

How could she say to me
"Love will find a way"
Gather 'round all you clowns
Let me hear you say

Hey, you've got to hide your love away
Hey, you've got to hide your love away

Você Precisa Esconder Seu Amor

Aqui estou, mão na cabeça,
Viro minha face para a parede
Se ela se for eu não poderei continuar
Sentindo-me "dois pés pequenos" (impossibilitado)

Em todo lugar as pessoas encaram
Fixamente cada dia
Eu os vejo rindo de mim
E eu os escuto falando

Hei você precisa esconder seu amor
Hei você precisa esconder o seu amor

Como eu poderei tentar?
Eu nunca vencerei
Escutando-os, vendo-os
No estado em que estou

Como ela pode me falar
"O amor achara uma maneira?"
Agarre todos os seus palhaços
Deixe-me escutar você dizer

Hei você precisa esconder seu amor
Hei você precisa esconder o seu amor
 
 

Idiotas

Você quer identificar um idiota? Fácil. Espere até ele te fazer alguma pergunta.
O idiota se disfarça. Finge e te engana. Mas quando te questiona, se revela.
Só um idiota sabe fazer uma pergunda genuínamente idiota.

domingo, 27 de outubro de 2013

Novo Livro.

Pois eu disse que estava precisando de um livro novo, que me desse tesão em ler.
O encontrei.

Pensamentos Soltos no Domingão.

- Preciso escrever matérias novas para a revista de tattoo. Sem inspiração.

- Clima extremamente quente. Nada de chuva, nada de nada. Marasmo total. Só sofrimento.

- Corpo dolorido, dor de cabeça, sozinho no domingo. Comecei bem a semana.

- Sempre me impressiono com quanto o tempo passa rápido. De vez em quando aparece algo do passado para me mostrar isso.

- Vou tomar um analgésico agora.

- Morreu Lou Reed. A morte sempre me comove. Seja lá de quem for. Mas o Lou, foi para mim, uma figura singular (na verdade, todos nós somos). No fim de tudo, seremos só pó.

- Quanto mais eu vivo, mais gosto do Bushido.

- Mais tempo, preciso de mais tempo para tudo. Mas o tempo demonstra ser meu amigo. Acho.

- Mudar é preciso. Ah, necessário !

- Depois que eu vi o filme "Maniac" não consigo mais olhar da mesma forma para manequins de loja.

- Eu sou complicado. Mas não chego nem perto das pessoas que me cercam.

- 19hs e eu morrendo de sono num domingo. Minha cabeça dói muito e eu não tenho ânimo para mais nada. Acho que vou ver "Baile Perfumado", que vai passar no Canal Brasil. Adoro filmes de cangaceiros. Aliás, gosto de tudo relacionado a cangaço.

- Fui !!!

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Pensamentos Soltos

Pensamentos soltos:
- Aniversário de morte de Jack Kerouac, 41 anos (minha idade). Um dos escritores que mais gosto. Valeu Jack.

- Assunto do momento: Grazy x Cauã. Porra! Que se danem.

- Assunto do momento II: Beagle ( é assim?). Pelo menos deram um tempinho para os felinos, a verdadeira praga das redes sociais.

- Passei mais uma semana em Goiânia. E quase morri de calor. Fazia tempo que não passava por tamanho sofrimento. Cara, calor não é mesmo coisa boa. Por isso que nas religiões cristãs o inferno é quente. Que desgraça. Aqui, agora em Brasília, estou sentindo um puta calor, mas nem reclamo.

- Aqui em casa, no meu apartamento, só pega uma rádio bem, a Jovem Pan ( que não tem condições de ser ouvida). Quando consigo sintonizar a Kiss Fm, de vez em quando entra uma rádio evangélica do nada. Porra, estão tentando me converter na marra? Sem chances, meu povo. TENTE DE NOVO ! TENTE DE NOVO !

- acabei de publicar no Facebook:
Diálogo IMPAGÁVEL de hoje:
- Olá, você costuma cobrar pelos seus trampos?
- Opa! Claro que não. Só cobro quando não aparece alguém para pagar minhas contas.

-... sem respostas!

Parece brincedeira, né? Mas infelizmente não é. se eu fosse colocar aqui todas as perguntas idiotas que sou submetido, este blog seria apenas isso. É o que eu digo sempre, estamos em um processo de idiotização coletica acelerada ( e sem freios).

- Por mais que eu prometa não falar de política, não me contenho. O meu total repúdio ao PT e seus cegos seguidores só se agrava. A Dilma acaba de privatizar nosso petróleo. Cara, o que dizer??? Tento não me revoltar (ainda mais). Mas é muito difícil. 

- Cachaça chamada "Maribondo" do meu nordeste. Nem se atreva!

- Flamengo 4x0 no Bostafogo. É tanta comemoração que parece que ganharam algum título. E na verdade, não ganharam nada.

- Fui !!!

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Jack Kerouac

41anos sem  um dos meus preferidos. Jack Kerouac.
Na foto: minha coleção (faltando apenas o "O Livro dos Sonhos". Não achei na minha bagunça).

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Pensamentos Soltos

Muito tempo sem postar. Explicação: troquei meu celular (ganhei da minha gata, de presente,  um novo e mais moderno) e não tinha instalado o App do blog. Afinal, eu escrevo quase que 90% dos textos pelo celular, em momentos de relaxamento e devaneio - letárgico.
Pois bem, problema sanado. E de volta a ativa por aqui.

Então, vamos com meus famigerados "Pensamentos Soltos" (eu curto muito esta série de desabafos. De verdade. Como disse Paul, dos Beatles: " O segredo do nosso sucesso é agradar, primeiro a si mesmo". Não tenho nenhum sucesso em nada, mas eu me agrado. HAHAHAHAHAHAHAHAH.

- Frio, amo-te, e não paro de dedicar a ti meu amor. Calor não é de deus.

- Meu ópio atual, mais uma vez, é a pintura. E óleo sobre tela é minha obsessão ultimamente. O engraçado é que eu nunca curti esta técnica. Sempre pintei, desde criança, mas não me sentia atraído por óleo. Sei lá qual o motivo, Freud explica. Eu dominei primeiro o nankin. Fiz muitos trabalhos com bico-de-pena - até hoje minha técnica preferida e mais forte. A aquarela, depois o guache, acrílica ... e na UnB, tive que usar o óleo. Cara, sinceramente, não tenho explicação para isso. Talvez seja coisa de outras vidas (acredito nisso). Mas eu me afastava da técnica. Fiz o que tinha que fazer na faculdade, mas não curtia. Então, de um mês para cá, me veio do absoluto nada, uma vontade inexplicável de pintar a óleo. E como sempre, eu deixo a vontade aflorar sem freios. Reservei um dia na semana, sem agendar nada, para acordar olhar para a tela e simplesmente deixar fluir. Entrei num êxtase semelhante a primeira vez que fiz um trabalho a bico-de-pena. Coisa que nem tentaria descrever aqui, impossível. Desde então tenho ficado ansioso por pintar, tenho sonhado em ter uma vida cem por cento dedicada a isso, tenho criado imagens mentais surrealistas que estão me deixando nervoso por não ter tempo, na semana, para passar para a tela. Tenho acordado a noite e ficado olhando para o teto branco, criando imagens que me tiram o sono. Que porra é esta? Sei lá. Mas estou feliz pois, a muitos anos não sentia isso. É tipo um efeito alucinógeno natural. Neste momento, consigo compreender todos os artistas/loucos que já estudei e conheci. É o momento em que realmente chego próximo do que sou.


- Estou necessitando de algum livro que me deixe maluco. Já reli meus preferidos. Quero novidades.

- Política: preciso me afastar desta merda. Meu senso de justiça pessoal me faz brigar muito com outras pessoas. E para absolutamente nada. Minha visão é de quem vive a prática de toda a ação do governo para com o povo. E a maioria das pessoas defende uma visão religiosa em relação ao seu partido ou político preferido. É uma guerra que nunca se vence, só se perde.  Bolsa Familia

- Dois textos muito bons no Papo de Homem:
  http://papodehomem.com.br/o-que-as-artes-marciais-tem-a-ver-com-a-meditacao-e-o-ateismo/  Que puta texto sobre fanatismo religioso. Gostei particularmente dos vídeos. Um mestre de Aikidô que demonstrava derrubar oponentes sem tocá-los. Assim que vi, observei que estava muito ensaiado. E os alunos, péssimos atores, fingiam mal os golpes recebidos. O segundo vídeo, o maluco do mestre aceita o desafio ( ele mesmo começou a acreditar na própria mentira - o pior dos mentirosos) e levou uma surra de um lutador péssimo. O cara nem deu um golpe certo. E isso, relacionado com o fanatismo religioso. Genial!

http://papodehomem.com.br/alcoolismo-id-6  O outro, sobre alcoolismo. Achei super foda. Bem explicativo e sem aquela apelação de alguns que já li. No meu caso, eu comecei a beber adulto e venho de uma família onde o alcoolismo é recorrente. Meu pai foi , meus tios foram e são ( os que estão vivos). E eu tô no caminho HAHAHAHAHAHA. Brincadeira a parte. Sou consciente de absolutamente tudo: causas, consequências e preço a pagar. Vivenciei isso na prática da minha existência. Mas tenho uma opinião e filosofia sobre isso que jamais tentaria passar a outra pessoa. E não tentaria convencer ninguém do meu posicionamento. " Bebo sim, e vou vivendo".

- Outro link muito interessante :  http://noticiasempre.com/criminosas-que-voce-gostaria-de-estar-preso-junto-a-elas/

- No mais, é isso aí. Daqui para frente, estarei mais presente. Fui !!!




quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Paul Booth

Lendo antes de ir trabalhar. E me batem na cara com uma verdade que eu conheço (intimamente) bem:

“ Os remédios matam os demônios, mas os demônios e a arte vêm do mesmo lugar.“ Paul Booth

Eu só mudaria a parte em que os demônios morrem. Eles não morrem, apenas ficam sonolentos.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Vale a Pena Ler

A morte, seja lá de quem for, sempre me deixa introspectivo e triste. E hoje li este texto que mexeu comigo de certa forma.

http://whiplash.net/materias/news_823/187946-detonautas.html


Fico sempre impressionado (ainda fico, acreditem), com pessoas que julgam um suicida chamando-o de fraco, covarde e etc. Cara, pense, todo e qualquer ato na sua vida, você pode se arrepender depois (mesmo que não possa voltar ao ato em si). Menos o ato final, o suicídio.
Em quase tudo o que já li sobre religiões e crenças, matar-se é um ato considerado errado (o maior erro de todos) e que você paga caro, de acordo com cada religião. Eu já tive ídolos que se mataram, já tive um amigo de infância que deu um tiro na cabeça etc. Quando alguém morre, eu sinto, mas quando alguém se mata, eu sinto muito mais.
Bom, é isso.

Suicídio Visto pelo Espiritismo



terça-feira, 10 de setembro de 2013

Conclusão

Definitivamente, o ser humano é um projeto divino não concluído. Deu errado e por isso foi abandonado.
Desde então, "vive" em uma duvidosa evolução. Indo sempre na direção do caos e da autodestruição.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Pensamentos Soltos

- Ontem ouvi uma frase que me disse muito : “ O governo colocou toda a culpa do péssimo estado da saúde brasileira em apenas uma classe profissional (os médicos). Esquecendo de que ele próprio é inteiramente responsável pela mesma a dois mandatos“. 

- Ainda sobre médicos cubanos: Acho muita crueldade vaiarem e agredirem os médicos que estão vindo. Gente, eles são apenas as peças do grande tabuleiro. Toda a canalhice e corrupção disso tudo está entre os dois governos. Matem a Dilma e o Lula que resolve-se.

- “Alice in Chains“ é uma bandaça. Curto enormemente !

- Torcida Organizada x Polícia Despreparada. Quero mais é que se matem. Burro é quem financia esta porra toda (você que paga em média 90 reais para este circo de horrores).

- De vez em quando tenho inveja de quem passa vários anos em coma e acorda. Imagine, que coisa louca deve ser.

- Muitas frases de budismo por aí. Até compartilhei algumas. Mas sempre me lembro da pegadinha do Mução quando ele canta: “É que eu sou budista, eu adoro Buda. Eu rezo para Buda, mas o Buda não me ajuda“.

- Toda segunda eu vejo na Band o “O Mundo Segundo os Brasileiros“. Cara, que vontade que me dá de pegar uma mochila e vazar daqui. Controle total (até perdê-lo).

- O Judô é o melhor esporte (Arte Marcial) do Brasil.

- Pessoas vem, pessoas vão. Auto-seleção. Você não tem poder sobre isso.

- A pintura voltou muito forte em mim. Tanto que estou assustado. E vejo ( confirmo) que é onde meu coração sempre esteve e sempre estará. Nada é tão orgânico e sincero em mim do que a pintura. Tudo mais é periférico. Tudo mais que eu me meto a fazer vem ou está ligado a pintura. Se Deus realmente existe e olha por mim, gostaria de perguntá-lo: Por quê eu?

- Minha pressão arterial está cada vez mais alta. A qualquer momento terei uma parada cardíaca. Morte, companheira, podemos tomar uma antes?
Sinceramente, chegando a hora, vou ultra feliz. Este mundo é chato pra caralho.

- Será que antes de ir de vez verei o Flamerda rebaixado? Acho que não. Antes disso a Globo tem que cair.

- Minha filha vai ao Porão do Rock. Quando eu ia lá, ela nem tinha nascido. Tempo, tempo.

- Uma moça com o corpo escultural (perfeito mesmo) resolveu dar um trato na bunda e contratou uma (falsa) médica. Tomou no cu literalmente. A bunda apodreceu com o produto aplicado. Sabe o que acho? Acho pouco. Todas as mulheres que se meterem com este tipo de coisa merecem apodrecer. Quando é que as mesmas vão colocar nas cabeças que esta ditadura da beleza imposta pela mídia vai matá-las?
Porra, aprendam a chupar bem um pau, façam sexo até gozarem, dêem com vontade, ataquem seus namorados ás 3 da manhã, entenda que todo homem adora anal, realizem as fantazias dos parceiros, façam sexo doidonas ... que todo e qualquer homem do mundo amará vocês como exatamente são. Sem ou com corpão. Que coisa. Homem gosta de mulher, corpo é um pequeno detalhe que o tempo se encarrega de levar embora.

- Bom, vou voltar para minhas telas e pincéis.
Fui !!!

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Reflexões

Muitas fotos de bebês nas redes, né? Percebo a imensa falsidade de quem vê que o coitado do bebê é feio de dar dó, mas diz coisas como: “ Que lindo!“, “Nossa, que coisa mais fofa !“ ... Mas como me dá aquela vontade de chutar o balde. Mas, deixo pra lá.
Me desculpem os bebês feios, mas beleza é fundamental (para um comentário verdadeiro).

.......................

E minha hipertensão está em alta. Vou levando !

........................

O Brasil todo frio e chuvoso e Brasília seca e quente. Isso sim, é uma puta “falta de sacanagem“ !

........................

Comecei a pintar minhas telas novamente. A galerista que está esperando minhas obras vai ficar feliz. Tem coisa que não tem como forçar. Pintar, para mim, é sempre assim, vem como uma explosão, um “big-bang“.

........................

Até hoje ainda reflito sobre o filme “Maniac“. Que filme !!!

........................

Dexter também está perturbador. O nosso Eu Sombra (digo nosso porque não sou o único que gosta desta temática) está sendo cutucado fortemente.

.....................

Comprei dois piratões que me fizeram beber muito neste fim de semana passado. Marina Lima Acústico e Tim Maia ao vivo.
Como é bom ter bom gosto !

........................

“Quando entrar setembro... “ (Beto Guedes). Estou prestes a completar 41 anos. Eu mesmo não acredito nisso. Já escapei tanto da morte que penso ser um projeto que deu errado. Mas de tão fora de série, virou um errante que segue o caminho tortuoso que vai surgindo.

.......................

“E tudo que eu posso te dar é solidão com vista pro mar“ Marina Lima.

..........................

Fui !!!

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Malditas Segundas

Ou elas acabam comigo, ou eu com elas.
Quando é segunda-feira, eu já tive um fim de domingo sofrido (por saber do dia seguinte), já acordo depressivo, pensativo e lento. Fico triste e negativo. E isso vem desde a infância. Sei lá. A psicologia deve ter respostas.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Ah, Segunda!

Por acaso eu já disse aqui que odeio as segundas? Pois é, só para dar um reforço na informação, eu gostaria de enfatizar: Eu odeio as segundas-feiras!
Hoje, por exemplo, acordei com o estômago em ruínas. E nem comi, nem bebi nada em excesso ontem. Mas só porque é segunda.
Meu organismo já se auto pune severamente.

Quero boas notícias, quero bons negócios, quero paz e dinheiro (ah, saúde também).
É pedir muito? Acho que assim poderei mudar de opinião sobre este maldito dia.


sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Gosto é Gosto (Mal gosto, também)

Hoje me deu uma vontade de ouvir bandas que eu não ouvia a muito tempo. E eu tenho algumas na minha lista que pouquíssimas pessoas conhecem. Coloquei minha sequência para tocar e meu prazer foi logo se transformando numa ego trip fenomenal. É impressionante como gosto é algo realmente pessoal. Costumo dizer que o melhor não é o que todos conhecem ( e muito menos, gostam). E o mau gosto reina.
A algum tempo eu li uma frase de Jimi Hendrix ( até postei aqui no blog) que me livrou de um peso gigante. Ele disse : " Só existem dois tipos de música, a que eu gosto e  a  que eu não gosto". Sem exagero esta frase me livrou de muitos conflitos. Eu sempre me questionei  por que gosto de tanta coisa (em relação a música) que a grande maioria não gosta ( e vice versa). Tudo tem uma explicação, mas neste caso, nem perco tempo tentando descobrir. Eu só preciso, na verdade SUPORTAR o mal gosto alheio. Este sim, é o meu maior desfaio. Eu sou muito intenso quando defendo ou crítico algo. E este é, sem dúvidas, o meu maior defeito, e meu ponto fraco. Mas juro que é dificílimo ficar calado quando alguém manifesta seu mal gosto perto de mim. Eu explodo, depois me arrependo, mas sou autêntico. E chato pra caralho!
Mas depois acabo me sentindo bem. Acho que quem não defende suas idéias e seus pensamentos se torna omisso, e por consequência, inútil. que valor tem alguém que não tem idéia própria e defende seu pensar? Não precisa se embasar em nenhuma teoria de outro, ou se apoiar em nenhum movimento, apenas, ser autêntico.
Sou chato, brigão e inconveniente. Exagerado, nostálgico e sentimental...
Mas sei me defender.
Vou dar um jeito de postar aqui uma sequência de sons que eu estou ouvindo agora, só para quem tiver disposição, conhecer e (quem sabe) gostar! Nada pesado ou agressivo. Pelo contrário. Só introspecção e devaneio.












Entrevista

Uma entrevista com meu amigo Phú.
Vale muito a pena ver.



Pensamentos Soltos

- "Qual a sua utilidade? "É assim que se estabelece qualquer relação atualmente.

- Estou com a idéia de passar um certo tempo colhendo frases pessoais
do Facebook. Toda vez que conecto, leio tanta coisa "interessante"!

- " Nós somos medo e desejo, somos feitos de silêncio e som" Lulu
Santos. Este cara é um babaca supremo, mas além de se chamar Maurício,
é um poeta.

- Estou prestes a passar dos quarenta. Cara, isso, para mim tem um
sabor de vitória indescritível. Mais do que nunca, meu pensamento é: "
Tudo é lucro o tempo todo".

- Rolando "Blue Eyes" do Elton John. Em uma época passada namorei uma
sequência de meninas que tinham olhos azuis. Um amigo me perguntou:
"Cara, tu só pega quem tem olho azul?"
Eu disse: "Não, cara. Acho que elas é que me vêem de forma diferente"
Mas foi uma época boa. E quando ouço esta música tenho lembranças ótimas.

- Vontade de pegar aqui um dos meus violões e passar horas maltratando
o coitado. Coisa que eu fazia tanto quando era moleque. Mas, deixo a
vontade passar. Meus dedos estão sensíveis, minha voz está rouca e meu
coração muito mais maltratado. Ninguém merece.

- Já ouviram "Mailman" do Soundgarden? Ouçam.

- Clima seco, meu inimigo mor (aliado do calor).

- Quando inventarão Photoshop para cérebro? (risos)

- Sou fã do Nando Reis a décadas (desde os Titãs) mas ele evoluiu
muito. Sabe tocar as pessoas com suas letras. E como dizem: " Se ele
cantasse bem". Mas, numa boa, eu gosto da voz e do jeito que ele
canta. Acho sincero e muito "foda-se tudo". Uma vez vi uma entrevista
dele no Jô Soares e em um determinado momento ele disse: " Este disco
tem algo de muito especial. Foi o primeiro que fiz sóbrio". Este tipo
de atitude, é o que valorizo. E é o que está faltando no rock (MPB e o
escambau). Lirismo, rebeldia e atitude. Ainda tem gente que tem.

- Você já ouviu o álbum "Carne Crua" do Barão Vermelho? Ouça. "
Guarde esta canção como último desejo, do fundo do coração. A
Superfície do beijo". Ah, vá se foder !
Isso surra a alma.

- Aumentei o volume do meu som. E começa a rolar na sequência "A
Falta" do CMTN (Canto dos Malditos na Terra do Nunca). Ouça também.

- "Não sei, mas se talvez viesse para ser do bem. Fizesse questão de
ser além" CMTN. Diga aí!

- "Dias de inverno, passam tão lentos. E eu te espero ouvindo o vento.
Tardes vazias, vôam no tempo. Pensamento em despedida". " ... quando
eu disse adeus, para sempre eu errei. Se eu olhar para trás, teus
passos não verei." Banda Pública do RS.

- Cássia Eller cantando Nando Reis também é de doer a alma. Grandes artistas.

- E o Papa, se foi (não morreu, mas se mandou do Brasil). Para mim,
fica a imagem de um povo facilmente manipulável, carente, e fanático.
O Chico
disse um monte de coisas óbvias (só obviedades) e foi tratado como um
profeta, gênio, humilde etc. Esqueceram de que ele foi escolhido para mudar
a imagem negativa deixada pelo anterior? O Catolicismo está enfraquecendo a
cada dia e uma forma de recuperar um pouco sua imagem foi justamente eleger
um líder que cativasse os fiéis (e novos fiéis) com virtudes que agradassem
a maioria. Até hoje o João Paulo II tinha sido o mais "aceito" dos papas
(até santo querem que ele se torne). E nada melhor do que ter mais um na
mesma linha, certo?

- A Politicagem: A Dilma vai mal das pernas. Está caindo no conceito do
povo muito rapidamente. Claro que o marketing da vinda de um líder como o
Papa seria ótimo para sua imagem. Mas e os evangélicos? Simples, semanas
antes ele os recebeu e até participou de cultos. Ou seja, agradou um lado,
para depois, agradar o outro. Povo, meu povo ...

- Neste fim de semana passado participei do Quaresmada (evento de rock de
Brasília). Um festival super bem feito, bandas legais, estrutura nota 10 e
entrada franca (1kg de alimento). E sabe o que aconteceu? O público ( a
grande maioria) nem apareceu. Depois me perguntam porque eu falo sempre que
o melhor já foi feito. O Rock, principalmente o Metal, vai de mal a pior.
Em todos os sentidos.

- Bom Humor, algo bastante em falta hoje em dia. Apesar de ser chato e
reclamão, eu sou super bem humorado no meu dia-a-dia.Procuro fazer piada
até de mim mesmo. Deixo sempre minhas reclamações e idéias para meus
textos e reflexões. O que percebo ( e vivencio) é que as pessoas andam
muito sensíveis, muito "nervo exposto". Tudo o que for dito tem que ser
super bem pensado, pois a qualquer momento, alguém recebe como uma ofensa.

- Continuam me perguntando se eu odeio gatos. Galera, eu adoro gatos,
durante minha vida já tive muitos. O que eu alerto e reclamo é o excesso de
demonstrações gratuitas com este bicho por aí. Tem gente que fica
demonstrando suas carências afetivas expondo os bichos, falando de amor, de
carinho este tipo de coisa. Carência + exposição gratuita + baixa auto-estima + máscara social (sim, tentando mostrar ao mundo que é uma boa
pessoa por amar animais) etc. Gato é bicho, sempre vai ser. Assim como
todos os outros bichos. Simples!

- O Flamerda está afundando. Mas calma, flamerdistas, o seu timinho NUNCA
irá cair. A máfia futebolistica e televisiva não deixará. Vide todos os
outros anos em que o "quase" foi a máxima. O Flamengo movimenta um exército
de fanáticos cegos que consomem tudo o que tiver com o símbolo do clube. O
empresariado que sobrevive disso, não deixará o timeco cair nunca. Vide os
jogos em Brasília. Depois que a arrecadação foi recorde, o Flamengo fez do
Mané Garrincha sua casa. O dinheiro ( e os burros) movimentam tudo.

- Alienação, palavra que atualmente reina. Mais do que em qualquer outra
época.
- "Qualquer desilusão, traz doze meses mal amados. E eu nem sei por
quê". " Que a morte me espere, sem que eu espere mais por ela. Eu nem
sei morrer" Watson (banda de Brasília).

- "Foi mais profundo por você, me fez amar, me fez viver", "Posso
morrer de amor que ninguém desconfia". O Bosta do Lulu Santos de novo!
O cara é foda.

- Agora começou uma sequência de "Good Times" Da era 105 FM, para
ouvir e Amar. Ou seja, hora de parar de escrever.

sábado, 20 de julho de 2013

Dia do Amigo

Receba com muito carinho.


Utilidade Pública

COM MUITA ALEGRIA TENHO A GRATA SATISFAÇÃO DE REPASSAR
À PRESIDENTE E A TODOS OS BRASILEIROS, ESSE ESCLARECIMENTO
QUE FOGE AO ALCANCE DE CERTAS PESSOAS LIMITADAS.

ATÉ QUE ENFIM ALGUÉM CORRIGIU ISSO
(aula de português)

Uma belíssima aula de português!
Foi elaborado para acabar de vez com toda e qualquer dúvida se tem presidente ou presidenta.
A presidenta foi estudanta? Existe a palavra: PRESIDENTA?
Que tal colocarmos um "BASTA" no assunto?

Miriam Rita Moro Mine - Universidade Federal do Paraná.
No português existem os particípios ativos como derivativos verbais.
Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante...
Qual é o particípio ativo do verbo ser?
O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.

Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte.
Portanto, a pessoa que preside é PRESIDENTE, e não "presidenta", independentemente do sexo que tenha.
Diz-se: capela ardente, e não capela "ardenta"; se diz estudante, e não "estudanta"; se diz adolescente, e não "adolescenta"; se diz paciente, e não "pacienta".

Um bom exemplo do erro grosseiro seria:
"A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta".

Por favor, pelo amor à língua portuguesa, repasse essa informação.
DE HOJE EM DIANTE SÓ PUXA SACO IGNORANTE DIRÁ: PRESIDENTA

sexta-feira, 19 de julho de 2013

quarta-feira, 10 de julho de 2013

" O Cinza da Solidão"




Este post é quase uma continuação do " A arte de Cuspir"
Bem, na mesma feira do livro, depois que comprei alguns, fiquei andando pelos "stands"  e como sempre, fui visitar o da editora Thesaurus, a  gráfica e editora onde trabalhei (meu primeiro emprego). Chegando lá, me deparei com uma figura, de jaleco, com um livro na mão. Era alguém conhecido. Quando cheguei mais perto, vi que era um antigo amigo meu, o Marco Polo.  Escritor ( romancista e poeta) que conheci  numa época muito decisiva da minha vida. Época que arranjei meu primeiro emprego, que decidi me formar em Artes, que me tornei um profissional das artes gráficas...
Marco, um cara que , por si só, já me faz feliz  por vê-lo. Pois me leva à uma época de minha formação como profissional e pessoa, que me orgulho muito.
Lá pelos anos noventa, eu (depois de uma briga com meu pai) decidi que viveria por conta própria, que não dependeria de mais ninguém para seguir meu caminho. Que do mínimo eu tiraria o máximo. E o que chegasse até mim, seria meu lucro, independente do que fosse. Eu saí  de casa, numa manhã, com alguns desenhos em uma pasta de elástico, andei até o setor gráfico e saí entrando de gráfica em gráfica me oferecendo para qualquer tipo de trabalho. Só recebi  "não" porque não sabia fazer nada além de desenhar. Mas, quando pensei em desistir, tive um fôlego a mais e entrei na última gráfica que encontrei. Ela ficava no fim do SIG (Setor de Indústrias Gráficas). Era um prédio ainda em construção, tinha apenas uma placa na entrada, já bem surrada. Ficava próxima ao matagal que hoje é o Sudoeste. Entrei lá e falei para a secretária que queria falar com o dono, me encaminhou para um senhor, português, com cabelos brancos, óculos fundo de garrafa, cigarro com as cinzas expostas, usando suspensório e gordo. Ele me recebeu, olhou meus desenhos e perguntou: " Tu sabes fazer arte-final? ". Eu pensei: "Arte tem haver com desenho. E disse  - Claro que sei". " Estamos precisando de um arte-finalista aqui". Disse ele. E eu sem pestanejar já mandei:  " Então, acharam". Ele me empregou. Me deu meu primeiro emprego ( e um imenso desafio). Mas esta é uma outra história. Depois volto nela.
Bom, eu estava trabalhando na Thesausus. Já tinha feito um curso de ilustração publicitária e design gráfico no SENAI. Lá eu conheci meu amigo Mafral. Um grande artista que na época tinha chegado de Minas Gerais. Tinha um visual pós punk e era muito bom no desenho. Eu trabalhava como arte-finalista e ilustrador na Thesaurus. E em uma tarde aparece um cara com olhar de louco, assanhado com calças folgadas e falando como se me conhecesse a anos. O nome dele era Marco Polo. Entrou na editora como digitador. Mas virou um tipo de faz tudo ( como todos que lá passaram). Ele escrevia livros de poesia e romance. Xerocava e vendia nos bares da cidade. Ficamos logo amigos.
Dando uma boa resumida:  eu, Mafral e Marco Polo, nos tornamos grandes amigos. Éramos jovens vivendo de sonhos. Tínhamos metas e muita energia. E tudo era um grande sonho nas nossas vidas. Eu queria entrar na UNB e me formar em artes, o Mafral entrou numa onda de ser vampiro e cortou as unhas pontudas, usava lentes e se vestia de preto. O Marco queria publicar seu livro de romance e ser uma escritor conhecido.
Nosso dia-a-dia era aquela perrengue total. Não tínhamos grana, não tínhamos mulheres, não tínhamos porra nenhuma. Mas éramos felizes e cheio de sonhos. Várias vezes saíamos da editora e ficávamos andando no parque da cidade para passar o tempo ( o SIG é ao lado do parque). Conversávamos muito sobre arte, literatura, desenhos, quadrinhos, música etc.
Nesta época o Marco me apareceu com o livro dele. Um romance chamado "O Cinza da Solidão". Era um livro montado a mão (xerox). Onde ele relatava o dia-a-dia daquela época. Criou personagens que na verdade eram autobiográficos. Se baseou em pessoas reais que conviviam com ele na época. Eu vi o livro e nós trocamos ideia de como seria melhor ele montar uma boneca (tipo de montagem de livro. Linguagem gráfica) para que aproveitasse melhor o papel e economizasse no xerox. Achei o livro muito legal. Já tinha lido seus poemas, mas gostei muito do romance.
Então. Os anos passaram. E eu rê-encontrei meu amigo na feira do livro. Quando cheguei perto ele me reconheceu. E ficamos muito felizes pelo rê-encontro. Poxa, é muito bom, rê-encontrar pessoas que fizeram parte da sua história. Tanta gente sem caráter e talento que te pisa e some na vida. Enquanto outros, possuem objetivos tão nobres e artísticos e que , mesmo com o passar do tempo, continuam firmes nas suas ideologias. Estes são os caras que eu admiro e me orgulho de conviver. Ele me passou um livro e foi logo dizendo: " Lembra deste livro? É nossa história. Você faz parte disso". 



Claro que me emocionei, pois, você ler um livro que gosta é uma coisa. Agora,  você fazer parte (de alguma forma) de um deles. É algo indescritível.  Ele fez questão de dedicar e me dar de presente seu livro: " O Cinza da Solidão". Que agora não era mais xerox. Era impresso e editado. Na segunda edição. Fiquei super ultra feliz. E este tipo de acontecimento me dá a certeza de que as verdadeiras pessoas, os seres que realmente estão aqui para fazer a diferença, estão no "Underground". Estão no anonimato. Lutando. Engolindo poeira e sapos. Se entregando por seus sonhos. Mesmo que isso não resulte em porra nenhuma.  Vamos todos morrer, lógico. Mas acredito que este tipo de história deva ficar na mente de alguém como uma pequena semente. Algo que germine e se torne uma grande criação. Algo que venha a mudar a maneira de pensar de algumas pessoas que ainda se entregam a banalidades do sistema.  Viva para realizar seu sonhos. Logo logo seremos apenas pó.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Poemas

Acreditem, só a pouco tempo percebi que ainda não coloquei nenhum dos meus poemas aqui. Então, aproveitando que já estou montando um novo livro ( já tenho material suficiente para mais um dos meus famigerados) vou colocando aqui alguns poemas do meu "À Deriva" .


Recriando

Tudo me parece mais aceitável
Agora
Na mágica de mais uma dose
Tudo se transforma
Na mente...
De onde vem toda a realidade
Só minha.
Que me sirvam a vida
Desta forma
De dose em dose
De porção em porção
Que eu me adapto
Gradativamente
Recriando tudo
Com minha mente
Embriagada.


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Refúgio

O que te faz sorrir
Não me serve
O que te anima
Me anula
Objetivos seus
Me afastam
E eu?
Palavras suas
Silêncio meu
Seguro fortemente minhas palavras
Refúgio inabalável
Meu silêncio
Mas somos dois
Em um
Somos o que somos
E pagamos o preço
A vida segue
O passado nos persegue
Os outros olham
Apenas acenamos
Pois quem fica
Desaparece
E quem segue
Mira o horizonte
Inalcançável
Mas tem que ser assim
Dois em um
Caminhos e caminhos
Tu sorrindo
Me anulando
Eu no meu refúgio
Meu silêncio.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Sede


Anestésico
Para a dor
Mas o periférico
Interfere
Dita caminhos
Álcool
Para o sangue
Que ferve
No ritmo do pensamento
Que é regido
Por um coração
Calejado.
E o som?
Já não mais alimenta
A alma
Sedenta.


O “Phoder“ da Mídia.

Eu já disse que odeio a publicidade, né? E, claro, por tabela a grande mídia massacrante de cérebros também. Uma coisa que vejo (vemos) repetidamente é a criação de falsos ídolos. Lembro que na primeira vez que vi o tal Naldo eu comentei “esse aí é o mais novo fantoche da Rede Globo?“ Fui, mais uma vez, chamado de chato (o que sou de fato).
Hoje me deparo com esta matéria. Este texto deveria ser leitura obrigatória:
https://omalfazejo2.wordpress.com/2013/07/08/o-famoso-naldo/

domingo, 7 de julho de 2013

Love

... Hurts. 
Ahh, muleke !

O DVD

Minha sogra me chega com um DVD sem capa e sem rótulo e me pede para ver do que se trata. Eu, já cheio de birita, coloco para poder identificar. O DVD é do Elton J. Lá vou eu vê-lo todinho. Bêbado, nostálgico e fodido. Que sina esta a minha?

sábado, 6 de julho de 2013

A Última Canção

E um amigo me posta esta música no Facebook.

http://youtu.be/MOdHEkToTL4

Coisa boa! O passado sempre da um jeito de dizer "Olá!"

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Pensamentos no Frio 2

- Escrevo um monte de coisas e o programinha do meu celular resolve desaparecer com o conteúdo. É a tecnologia impedindo o nascer da arte? Hahaha. Menos.
- Perdi o que tinha escrito. E não lembro o que escrevi. Então, bola pra frente.
- Minha filha ficou em Artes. Que ironia. Ela disse que é muito difícil a arte de hoje. Perguntei o que ela estava vendo, e ela me disse: Rupestre, grega e românica. Ri muito. Arte de hoje? Arte de hoje, para mim, é conseguir manter-me vivo.
- Vendo com minha filha o documentário sobre o Jim Morrison. Ela só topou ver porque eu disse que era narrado por Johny Deep “êba“, disse ela. Mas, dá para ver que está curtindo. Um pouquinho do meu mundo para minha filha. Afinal, ela veio disso também.
- Ah, ela chegou quando eu estava terminando de ver “Born into This“, doc. sobre C. Bukowszki. Viu o finalzinho comigo. Não é lindo? Se você levar em conta que inúmeros pais estão obrigando seus filhos a irem a missa neste exato momento...
- Recebo uma mensagem da namorada que diz “Preparado para uma pinguinha?“. Sempre !
A vida é curta e passa rápido.
- Paro um pouco para explicar para minha filha o fato do The Doors não possuir baixista.
- Noite chegando, frio aumentando. Duas coisas que amo.
- “Sempre tem um mais doido na banda“. Minha filha analisando Jim Morrison.
- Hoje cortei meu cabelo mais curto. Apareceram mais cabelos brancos. Me olho no espelho e me vejo cada vez mais parecido com meu pai.
- Como a vida passa em alta velocidade. Só percebemos isso depois que já era.
- Pessoas surgem, pessoas somem. Pessoas ficam, pessoas morrem. Pessoas te gostam, pessoas te usam. Pessoas te odeiam, pessoas te conquistam. Pessoas são pessoas. Você é só você. E eu sou eu.
- Os rebeldes e loucos pagam sempre com muito sofrer por suas escolhas pessoais. Enquanto é muito mais cômodo se adequar e se sistematizar igual aos 90% dos corretos.
- “ Algumas vezes a bebida ajudava Morrison. Outras vezes, não“ J. Deep. Todo remédio perde sua eficiência com o tempo. Aliás, nada resiste ao tempo. A força mor da existência.
- Eu e minha filha, deitados assistindo um filme sobre Jim Morrison. Ela gostando e eu bebendo e escrevendo. Se meu pai tivesse feito isso comigo acho que eu teria me formado como uma pessoa muito melhor.
- “Para Jim, obediência era suicídio“. Diz o filme. E minha filha vê e assimila (Acho eu).
- Quando apresentei o rock sessenta e setentista ao meu irmão (a muitos anos) ele enlouqueceu de tal forma que tempos depois ele chegou a me dizer que tinha nascido na época errada. Ele virou um alucinado, fanático por tudo o que vinha do passado. Hoje ele é um profundo conhecedor de tudo sobre música da época (e toca todos os instrumentos).
Eu já prefiro achar que estamos na nossa época e no nosso momento. E que só temos esta chance.
- Apareceu um convite para eu ser professor de Karatê por seis meses na Filadélfia. Se eu disser SIM, entrarei em treinamento intensivo de Karatê e inglês para viajar em breve. Aí você me pergunta, como eu consigo ser EU?
- Tudo muda em um minuto ou em um SIM.
Chega, né?
Fui !!!

Pensamentos no Frio

terça-feira, 2 de julho de 2013

terça-feira, 25 de junho de 2013

Tá Punk !

Estes últimos dias estão sendo "punks". Véspera de convenção (Tattoo Rock Fest), desenhos para terminar (séries), clintes faltando a sessão marcada, dormindo pouco (acordado, desenhando), voz rouca (reação do novo remédio para pressão), clima seco, correria...
E minha filha compartilha um convite para um culto evangélico.

É muita provação para um hipertenso de quarenta.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

A de Hoje.

Ônibus lotado, eu em pé. E ( inevitavelmente) ouvindo o diálogo entre dois passageiros:

- E aí, o que tu tá achando disso tudo?
- Até agora não achei nada. Mas se achar, devolvo.

Ri em silêncio.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Introspectivo

Acabou de acontecer algo que mexeu comigo de forma bastante forte. 
Almocei com minha sogra, no setor leste do Gama (cidade satélite onde moro). Tenho o hábito de voltar para casa andando (moro no central). Mas me deu algo na cabeça, me dizendo que eu deveria pegar um micro ônibus que passa perto da minha casa.
Quando cheguei perto da parada um chegou. Entrei, paguei e fui bem para o fundo, perto da saída. Tinha um lugar vazio, mas me veio a vontade de ficar em pé mesmo. Em uma parada seguinte entrou uma senhora já bem idosa. Movimento super lento. Ela sentou-se na cadeira mais próxima da porta de saída. E assim o ônibus seguiu. No fim estávamos eu, a senhora e uma moça no fundo. Um grupo de pessoas se levantou para sair. Quando todos desceram a senhora idosa levantou-se e foi em direção a porta. Ninguém viu ela indo, só eu. E quando ela foi colocando o pé para fora, o ônibus arrancou com a porta ainda aberta. Eu voei na senhora e a segurei. Dei um grito para o motorista e ele freou bruscamente. Ajudei a senhora a descer. Voltei para o meu lugar. Todos me olhando e o cobrador me agradeceu dizendo que se ela caísse, poderia morrer. E que eles perderiam o emprego.
Cheguei em casa e estou introspectivo até agora.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Namorada

Eu encho o saco dela, ela me apelida de Chatinho.
Eu fico bêbado e apago na casa dela, ela me chama de Belo Adormecido.
Decido pintar no quarto dela, sujo tudo, bagunço geral. Ela diz que se excita em me ver sujo de tinta.
Em Caldas Novas, eu decido mergulhar e beliscar bundas de velhas. Ela me puxa e diz que eu estou exagerando.
Eu fico chapado e vomito o banheiro dela, ela me dá Eparema e Dorflex.
Eu falo horas e horas sobre o Nietzsche, ela diz que minha voz é linda.
Eu encho o saco dela com Beatles, ela diz que George Harrison é legal.
Eu digo que só gosto de cerva, ela me ensina a beber cachaça.
Eu digo que sou fã de Kerouac, ela diz que ele era um viado legal.
Eu digo que Sabbath é com o Ozzy, ela diz que não curte Dio.
Quando digo que estou pregado, ele deita e me obriga a massageá-la.
Quando eu decido largar a publicidade e me dedicar a uma vida louca e instável, ela me diz que eu posso tudo.
Quando eu decido tocar numa banda e passar 2 meses tocando em outros estados, ele diz para não me preocupar com nada.
Quando eu estou deprê, sem ânimo pra nada, ele me leva para butecar.
Ela tem medo que eu vá para São Paulo e não volte.
Ela tenta me convencer que o Rio de Janeiro é legal.
Ela toma pinga comigo na feira dos goianos (gama), no Sábado.
Ela come mocotó e toma cerva comigo na feira aos domingos.
Ela topa ver futebol comigo no Pacaembu (SP) e nem reclama.
Ela vê UFC .
Entre outras loucuras. Entre altos e baixos, vascilos e acertos. Esta louca ainda me atura.
Então, só agradeço.

Quem ?

Doze e meia. Eu, medicado (hipertensão) e já bêbado (culpa da namorada).
Mas QUEM se importa?
E SE... , FODA-SE!

Estaremos todos mortos daqui a alguns anos.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Pensamentos Soltos.

- Frio. Amo você. De verdade. Não suma mais, beleza?

- Comprei um piratão do filme sobre o Renato Russo. Vi uma parte. Quero ver o restante. Adoro biografias. Apesar de que, para mim, o fato do Negão (Renato Rocha) não ser parte do filme, já foi muito negativo.

-Sobre o Renato Rocha: Quando eu tinha uma banda chamada Lost Head, uma banda chamada Escraxo tocou antes da gente em um show na antiga Zoona Z. E o baixista era o Renato Rocha.

- Taguatinga (cidade Satélite de Brasília) fez 60 anos. A politicada trouxe o Teló (sim, o do Ai, Se Eu te Pego), para um show. Claro, um “artista“ que colaborou e tem tudo, uma ligação umbilical, com a cidade. Meus pêsames, taguá.

- A coisa está feia. Ontem minha pressão chegou a 20 por 12. Juro que achei que não acordaria hoje. Pois ela costuma subir mais quando durmo. Morte próxima? Sei lá. Só sei que é algo super louco passar por este tipo de coisa.

- Vou voltar aos treinos de Karatê (com seriedade). Ando vagal demais.

- Segunda feira, ô diazinho pé-no-saco.

- Correria, correria... o Tattoo Rock Fest está chegando.

- Não, eu não tenho raiva de bichinhos (gatinhos, cachorrinhos, coelhinhos peludos). Tenho raiva das pessoas. As pessoas usam bichos para suprirem lacunas emocionais. Carência, por exemplo. E tiram fotos, e publicam, e enchem o saco para mostrarem que são amorosas. Entendam !

- Daqui a pouco vou medir minha pressão. O pior é que depois de beber e comer petiscos salgados.

- Minha namorada ficou com medo que eu morresse durante uma transa. Dormiu na vontade. Mas já pensou, morrer de pau duro? Show !!! Amei a idéia. Que tipo de ornamento florido colocariam no meu parceiro?

- A seleção está uma merda. Puts, eu já vi seleção de verdade (brasileira). Esta está horrível.

-  Que frio bom. Como é gostoso o frio. Odeio calor.

- “ Maurício, antes de te conhecer eu tinha medo de você“. Até quando vou ouvir isso? Mas, de certa forma, acabo curtindo. Não deixa de ser uma característica forte.

- Cara, o Gama (onde moro) está super violento. Muito crime. E olha que já morei em lugares toscos de verdade.

Chega, né?